COMO CONSTRUIR NA FINLÂNDIA?

Alugar ou comprar uma casa na Finlândia?

Segunda-feira pela manhã, meu telefone toca.

Eu: “Ayla Huovi”

Repórter: ”Aqui é do jornal Kouvola Sanomat”.

Eu: “Olá, eu já leio o jornal na internet, não quero assinar nada no momento!!”

R:” Não estou vendendo assinatura, quero fazer uma matéria com você, um amigo meu me disse que você tem uma casa bem moderna e bonita. Topa?”

Eu: “Topo!”

Nesse momento eu lembrei de uma velha lição que ouvi de alguém:

“Fale menos e escute mais, mulher!”

A matéria foi sobre por que uma estrangeira decidiu construir por essas bandas. Rendeu 4 páginas e muitas fotos. Inspirada no meu momento “Irmãos à obra”, neste post vou conversar com vocês sobre como é a experiência de construir na Finlândia, se vale a pena e o motivo que nos levou a isso.

Primeiro: eu sou uma fresca. Quem me conhece sabe disso. Não achei nada nessa cidade que eu pudesse sequer imaginar como lar. Logo que chegamos, ficamos 2 anos morando no apartamento (pequeno) do meu marido, mas sem deixar de procurar casas para comprar. A razão para construir foi uma só: falta de opção.

O nosso passo a passo (mais econômico) foi: esperamos a cidade disponibilizar terrenos à venda e fossem próximos ao centro. Quando o lote de terrenos foi liberado, rezamos para poder conseguir um bom lugar. Foi feito um sorteio, os 5 primeiros contemplados poderiam escolher a localização. Fomos sorteados e ficamos em quarto lugar. E olhem a sorte: os outros três nem deram importância para o lote que nós queríamos tanto.

Depois, pagamos um arquiteto para fazer a planta da nossa casa (que já estava desenhada mal e porcamente por mim e pelo Ismo). Com a planta em mãos, mandamos para várias empresas de casa pré-moldada, para ver se pelo menos a estrutura poderia ser feita e comprada do jeito que a gente queria, sem sermos obrigados a comprar uma das casas deles pré-prontas que todo mundo tem.

Apenas uma empresa topou o negócio (e isso porque deviam favores ao meu pai adotivo finlandês). Ismo e o pai dele praticamente construíram sozinhos nossa casa. Tivemos um pedreiro, um eletricista e um encanador para dar uma ajuda. De resto, tudo “made by us”. Fui faxineira, pintora e ajudante de pedreiro. A família inteira fez um esforço muito grande durante quase 9 meses (nossa casa foi quase um parto).

Antes de construir na Finlândia, verifique se você tem esses dois itens essenciais:

  1. Tenha um ótimo crédito no mercado ou uma ótima conta bancária.
  2. Tenha certeza de que seu marido/mulher entende das leis de construção, do processo burocrático e das fiscalizações legais. Se o Ismo fosse brasileiro, jamais me arriscaria a construir nada por aqui. O processo é duro, burocrático e sem o conhecimento profundo das leis, um brasileiro perderia mais tempo e dinheiro.

Como resultado do nosso esforço, moramos em uma casa bem espaçosa, com 5 quartos, sauna, 2 banheiros (1 suíte), home theather, cozinha, sala de jantar, sala de estar, varanda, e um jardim apresentável com uma casinha de bonecas digna da princesa Julia.

Fato é que a arquitetura da minha casa e meu “toque” do Brasil chamaram a atenção do repórter. E não foi pouca: foi uma surpresa abrir o jornal e ver que o bate-papo tinha rendido mais de um parágrafo!

“Nas paredes completamente brancas, o ponto magnético da casa é o papel de parede que nos remete para uma bela floresta que podemos imaginar ser no Brasil ou na Finlândia, um ponto em comum entre às duas culturas:  o carinho pelas florestas.”, foi o que ele escreveu.

Conselho de amiga: Compre uma casa e se mude. Melhor que fazer uma reforma interminável em casas problemáticas da década de 70.

Melhor ainda: compre uma boa casa ou apartamento, desde que tenha sido construída da década de 90 para frente –  acredite, a tecnologia influencia muito na construção e na economia de uma casa.

Neste site de busca de imóveis na Finlândia, você poderá dar os primeiros passos para comprar ou alugar.

E siga os seus sonhos morando em um país com uma ótima qualidade de vida e segurança.


Casa na Finlândia

Kouvola 10.4.2022- Huovit

Gostou desse conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Últimos Posts